Ilhabela Saúde

Ilhabela ganha 1º Centro de Referência da Mulher

Divulgação/PMI. Prefeitura desapropriou prédio de clínica para instalar CRM

O ano novo começou com uma iniciativa inédita voltada às mulheres de Ilhabela – a criação do Centro de Referência da Mulher, um importante espaço de diagnóstico precoce e saúde da mulher, que terá, entre outros, mamografia, densitometria óssea (ambos inéditos), ultrassonografia e radiografia (Raio X).

Criado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, o Centro de Referência da Mulher funcionará no prédio desapropriado na Avenida Princesa Isabel, número 1693, no Perequê. O local é adequado para a instalação do Centro por ter abrigado a Clínica Médica Ilhabela.

Nesta terça-feira (2), às 7h30, a Prefeitura iniciou a posse do prédio e já levou o aparelho de mamografia, que terá a sua instalação agendada com empresa especializada. Logo depois chegam outros equipamentos, como o densitômetro. O prefeito Márcio Tenório e o secretário de Saúde, Marco Antônio Gênova, acompanharam a chegada dos equipamentos e as providências para agilizar o funcionamento do novo espaço público.

O Centro de Referência da Mulher será uma unidade de saúde voltada exclusivamente para o atendimento feminino, seja para a detecção e combate às doenças, assim como a pacientes em estado gestacional. No novo espaço também poderão ser feitas pequenas cirurgias ginecológicas que não necessitam de internação, quando a paciente é autorizada a voltar para casa no mesmo dia.

Hoje (2) começaram a chegar os equipamentos

O exame com mamógrafo é importante para a prevenção precoce do câncer de mama; a densitometria previne doenças como a osteoporose e a osteopenia (doenças dos ossos); a ultrassonografia também é importante na prevenção de doenças ginecológicas e do câncer de mama, além do acompanhamento da gestação; já o Raio X vai ser utilizado em casos de ortopedia.

Para fazer a desapropriação e implantar o Centro de Referência da Mulher, a Prefeitura seguiu todo o procedimento legal e concluiu o processo após meses de levantamentos de documentos e das avaliações do imóvel, que foi desapropriado por R$ 6,4 milhões, bem abaixo de várias estimativas, que indicavam em torno de R$ 10 milhões e R$ R$ 11,6 milhões como preço de mercado do prédio. O processo é público e está à disposição da população.

O secretário de Saúde, Marco Antônio Gênova ressalta que a iniciativa amplia, já nesse início de ano, o atendimento oferecido às mulheres de Ilhabela. “O Centro de Saúde da Mulher é um grande avanço nas ações de prevenção à saúde da mulher. Oferecerá serviços inéditos na cidade, livrando as pacientes de cansativas viagens até o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Caraguatatuba”, afirmou Gênova.

O prefeito destacou o novo e inédito avanço na Saúde do município. “Agora (com o funcionamento do Centro de Referência da Mulher) as filhas, esposas, mães, tias e avós de Ilhabela terão esses atendimentos em nossa ilha, não se deslocarão mais para outros municípios. A implantação do CRM é mais um compromisso assumido com a população e que estamos honrando. A prevenção é muito mais importante do que tratar uma doença. Com diagnóstico precoce poderemos salvar vidas, que não têm preço”, afirmou Tenório.

No ano de 2017, a Saúde de Ilhabela deu um grande salto. Nos 100 primeiros dias do ano, recebeu uma UTI no hospital Mário Covas, teve de volta a UTI Móvel, instalou ar condicionado nas unidades básicas de saúde, criou o plantão odontológico aos finais de semana, ampliou o horário de atendimento das UBS até 20h, instalou a SAMU junto à nova sede do Corpo de Bombeiros, na Barra Velha, reformou a unidade do SAMU do Engenho D‘ Água, realizou mutirões de cataratas e de fisioterapia e iniciou reformas das unidades básicas, adquiriu novos equipamentos, entre outros.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.