Porto São Sebastião

Gado cai no mar durante embarque no porto

Foto-Divulgação

 

Animal foi resgatado, socorrido por veterinário e reembarcado no porto de São Sebastião.

Por Salim Burihan

Um gado caiu no mar, na noite desta sexta-feira (8), durante operação de embarque de cargas viva no porto de São Sebastião.

foto-Divulgação

O porto opera o embarque de 10 mil cabeças de gado, 5 mil para o navio FM Spiridon e, outras 5 mil cabeças para o navio Aldelta.

Os animais vieram de Barretos, em carretas e, seguem de navio, para a Turquia.

O acidente com o animal teria ocorrido no início da noite, por volta das 18 horas.

O porto informou que o animal teria pulado da rampa de embarque e, que teria sido resgatado imediatamente, não ~se ferindo durante a queda.

A confirmação foi feita pela Capitania dos Portos, por volta das 22 horas.

Segundo a Capitania, o animal caiu no mar durante o embarque. O gado teria caído do navio FM Spiridon.

O animal foi resgatado do mare levado para a terra firme. Um veterinário foi chamado para averiguar as condições do animal.

Após avaliação, foi confirmado que o animal não se feriu. O gado acidentado foi reembarcado.

Segundo informações, tem sido comum a queda de animais no mar, durante as operações de embarque. O porto informou ainda, que os animais são resgatados imediatamente, sem ferimentos e reembarcados.

Ambientalistas-O ambientalista Júlio Cardoso, da ONG Baleia à Vista, contou que o pessoal que estava na Balsa das 18,30 (Ilhabela/Sao Sebastiao) viu alguns bois (pelo menos 2) no mar , se afogando, por terem caído do navio de transporte de carga viva FM Spiridon que estava atracado embarcando bois no Porto.

Segundo Cardoso, o transporte de carga viva é algo extremamente cruel e este navio em particular, parece não ter as mínimas condições de segurança e ambientais para fazer isso.

“O FM Spiridon é’ um navio velho, adaptado para isso, tem a bandeira de Togo…uma bandeira de conveniência, onde não se exigem padrões mínimos adequados de segurança, ambientais e mesmo trabalhistas para operar. O resultado é esta cena horrorosa com bois despencando da amurada do navio e morrendo afogados no canal ou no mar aberto.

Ambientalistas tem questionado o embarque de cargas viva pelos portos brasileiros. As entidades ambientalistas alegam, que os animais sofrem maus tratos, no transporte feito pelos navios.

5 Comentários

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.