Cidades PM

Águia da PM: A ajuda que vem do céu

Águia durante salvamento aquático no Litoral Norte

O uso dos helicópteros Águia da Polícia Militar, desde 1998, tem sido fundamental para salvar a vida de moradores e turistas no Litoral Norte na temporada de verão. A agilidade das aeronaves aliada à experiência do piloto e tripulação  ajudaram a salvar 22 pessoas nos últimos 30 dias

Por Salim Burihan

O Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo, através da base de aviação em São José dos Campos, tem ajudado a salvar muita gente no Litoral Norte durante a Operação Verão.

Dois helicópteros Águias da PM participam da operação verão. Um fica em São José dos Campos, o outro, em Ubatuba, exclusivo para atender ocorrências em praias.

As aeronaves iniciaram suas intervenções no Litoral Norte no dia 26 de dezembro e permanecem atuando na região até o dia 3 de fevereiro. A partir de fevereiro, o helicóptero Águia estará na região nos fins de semana e durante o carnaval.

Major Carlos Siqueira com copiloto, um tripulante lançador e dois  guarda vidas, que compõe a tripulação do Águia

No Litoral Norte, as aeronaves tiveram 64 horas de voos entre 26 de dezembro  e 20 de janeiro. No período, foram 244 intervenções, 21 salvamentos, quatro apoios a PM e um apoio aos bombeiros, segundo informou o major Carlos Siqueira, comandante da base de Aviação de São José dos Campos, responsável pelas operações do Águia na região, que também atua como piloto da aeronave.

Segundo ele, a tripulação é composta de piloto, copiloto, um tripulante lançador e dois  guarda vidas. A aeronave tem com base uma área localizada ao lado do Posto de Bombeiros de Ubatuba.

O major explica que o voo preventivo- aqueles voos que a aeronave faz sobre a orla da região, é realizado pelo menos duas vezes ao dia, seguindo critérios de número de banhistas, situação do mar, número de salvamentos e prevenções na areia além de acionamentos emergenciais para ocorrências em andamento.

Major Carlos Siqueira durante voo preventivo pela orla do Litoral Norte

A aeronave que fica na região não realiza resgate nas estradas do Litoral Norte. Este tipo de intervenção é feita pela aeronave que fica baseada em São José dos Campos, que conta com uma equipe médica a bordo.

O Águia normalmente atende as ocorrências triadas pelo GBMar(Grupamento de Bombeiros Marítimos) do Litoral Norte e algumas solicitações de urgência e emergência feitas através do 193 do Posto de Bombeiros de Ubatuba, como casos de acidentes em cachoeiras e trilhas, onde o acesso das viaturas é dificultado.

Quem precisou do Águia só tem agradecimentos e elogios. Jessy Sabrine e seus dois irmãos estavam nadando quando foram arrastados pela correnteza. Eles estavam numa boia e foram levados pela correnteza em direção ao alto mar. O Águia foi acionado e resgatou todos.  “Felizmente, Deus enviou seus anjos da guarda para nos retirar do alto mar. Meu muito obrigado à todos do Águia”, agradeceu Jessy.

Intervenções

Águia após salvar homem que havia desaparecido no mar no Ubatumirim

O piloto do Águia tem que ser dos mais experientes e a equipe das mais qualificadas pois atua em situações de muito risco seja no mar, nas praias e nas intervenções feitas em cachoeiras.

No dia 4 de janeiro, por exemplo, a tripulação do Águia 06 foi acionada pelo GBMar para apoiar em uma ocorrência de pessoa desaparecida no mar. A vítima teria entrado para nadar na Praia de Ubatumirim, sendo perdido de vista já depois da arrebentação e por conta das condições climáticas somado ao tempo do fato, a hipótese era que o nadador teria se afogado.

Durante o patrulhamento, sob condições meteorológicas que dificultavam bastante a visibilidade no mar, nos primeiros 20 minutos a vítima não foi avistada. Com uma breve melhora tempo e da visibilidade, a tripulação do Águia 06 conseguiu localizar a vítima nadando de forma muito debilitada distante da orla e a mercê da própria sorte.

Foi efetuado o lançamento dos guarda-vidas e realizado o salvamento aquático da vítima, com auxílio do puça. O homem contou que estava nadando a duas horas estava bastante debilitado quando foi resgatado. Emocionado agradeceu a atuação da equipe.

No dia 18 deste mês, a tripulação do Águia 11 foi acionada para apoiar o GBmar em uma ocorrência de queda na Cachoeira do Tombador, no Ubatumirim, em Ubatuba. No local, uma vítima se encontrava politraumatizada e precisava ser removida com urgência até um hospital. O Águia rapidamente chegou ao local, imobilizou a vítima e a encaminhou até a Santa Casa da cidade.

Águia 11 atendendo a remoção da vítima que sofreu uma queda na Cachoeira do Tombador

Na última quinta(23), mais uma vez o Águia foi acionado desta vez para socorrer uma senhora, de 62 anos, que passou mal na praia do Castelhanos, em Ilhabela.  A turista da cidade de Sorocaba estava com familiares num quiosque da praia quando teve várias convulsões.

Águia pousa em Castelhanos para resgatar turista de 72 anos que passou mal na praia

A turista recebeu atendimento de guarda-vidas, mas um médico que estava passeando pelo local, recomendou que ela fosse removida rapidamente para um hospital. A praia de Castelhanos tem dois acessos: um por uma estrada de terra de 16 quilômetros que corta o parque estadual ou pelo mar. Acionaram o Águia que estava em Ubatuba e em menos de 15 minutos chegou ao local e removeu a mulher até o Hospital Mário Covas em Ilhabela onde ela foi medicada.

Turista de 72 anos recebe os primeiros atendimentos antes de ser removidas até hospital em Ilhabela

..