Caraguatatuba Cidades

Câmara de Caraguá rejeita reajuste de subsídios para prefeito, vice, secretários e vereadores

A Câmara de Caraguá rejeitou nesta tarde de quinta(12) projetos que reajustavam os subsídios do prefeito, vice e secretários municipais e, também, dos vereadores.

Apesar do horário da sessão extraordinária, marcada para às 15 horas, moradores e comerciantes estiveram acompanhando a sessão.

Temendo algum tumulto, o presidente da casa, vereador Carlinhos da Farmácia, solicitou reforço policial durante a sessão.

Quatro viaturas da Polícia Militar permaneceram em frente a Câmara durante a sessão. Um grupo de policiais adentrou o recinto quando teve início alguns “bate boca” entre moradores e vereadores. Ninguém foi detido.

Câmara solicitou reforço policial na sessão

O presidente da Câmara deixou o plenário por volta das 15h40 segundo ele, para participar de uma audiência no fórum da cidade.  O vereador não explicou porque teria sido chamado ao fórum.

Votação

Presidente da Câmara, Carlinhos da Farmácia, deixou a sessão para comparecer ao fórum

 

Os projetos que tratavam dos reajustes de subsídios dos agentes políticos, na ordem de 5%, foram rejeitados por 13 votos. O presidente da casa não votou e a vereadora Wilma Teixeira esteve ausente da sessão.

Foram aprovados os projetos que concediam reajuste de salários aos servidores da prefeituras e da câmara, por 13 votos. Foi concedido pelo prefeito Aguilar Júnior, 2,50% de aumento real e outros 2,50% de reajuste inflacionário.

O servidor Fernando Santos considerou bom o aumento concedido pelo prefeito. Os servidores da Câmara receberam o mesmo aumento. O reajuste salarial passa a valer a partir de janeiro.

Foi a segunda vez neste ano que a Câmara rejeita reajuste para os agentes políticos. Em abril, o projeto foi rejeitado por oito votos (contra) e sete( a favor).

Os subsídios atual do prefeito é de R$ 19,7 mil; do vice, R$ 12,7 mil; dos secretários, R$ 12,7 mil; e, dos vereadores, R$ 7,1 mil.

%d blogueiros gostam disto: