Cidades Ubatuba

MP e PM prendem líder de facção criminosa em Ubatuba

Homem preso era o responsável pelo “Tribunal do Crime”, em Ubatuba

Nesta quinta-feira(19), o Ministério Público de Caraguatatuba e Polícia Militar do Vigésimo Batalhão de Polícia Militar do Interior desencadearam a Operação Oziris, na cidade de Ubatuba, que resultou na prisão de um indivíduo que seria o líder de uma Facção Criminosa no Litoral Norte.

A operação teve o nome de Oziris que significa “Deus que julgava os mortos na mitologia egípcia”. M.P.C.N. , de 42 anos foi preso no bairro da Estufa. Ele foi removido ao CDP(Centre de Detenção Provisória) de Caraguatatuba, onde aguardará ser julgado pelos crimes aos quais foi denunciado.

M.P.C.N. preso na operação de hoje, responde na justiça por homicídio e possui um extensa lista de registro criminal e prisões. Ele é acusado de ser responsável em tomar as decisões pela facção em relação a “Tribunal do Crime”. M.P.C.N. também é conhecido pelos apelidos de “Capa Preta”, “Café” e “Pelé”.

A Operação foi realizada devido a uma ocorrência ocorrida no dia 5 deste mês, na Rodovia dos Tamoios, quando a Polícia Militar e a Polícia Militar Rodoviária de Caraguatatuba realizaram a prisão de três indivíduos que haviam sequestrado um homem na cidade de São José dos Campos e seria levado para a Cidade de Ubatuba onde seria julgado pelo indivíduo preso na operação de hoje, que teria o poder de decisão sobre a vida ou morte do sequestrado. Na ocasião, foi decretada a prisão preventiva de D.V.S.P., G.F.L. e W.C.S. Através deles, o MP e a polícia militar chegou a M.P.C.N., líder da facção criminosa em Ubatuba.