Cidades Ubatuba

Ubatuba reforça vacinação contra a febre amarela

A Vigilância em Saúde de Ubatuba informa que todos os 28 postos da atenção básica do município já têm disponíveis as doses para realizar o reforço da vacina contra a febre amarela em crianças nascidas a partir de 2013, conforme recomendação do Ministério da Saúde.

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pela picada de um mosquito infectado. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Seus sintomas iniciais são febre com calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores musculares, vômitos e fraqueza. A doença é considerada uma arbovirose, assim como a dengue, zika e chikungunya.

Atualmente, todo o território paulista é considerado área de risco para febre amarela e, portanto, área com recomendação de vacina (ACRV). Isto significa que moradores e também viajantes que venham a Ubatuba e qualquer município do estado de São Paulo devem estar imunizados contra a febre amarela com pelo menos 10 dias de antecedência da viagem.

A doença reemergiu e avançou no estado a partir de 2016. Segundo nota técnica do Centro de Vigilância Epidemiológico (CVE) do estado de São Paulo, em 2017, foram confirmados 621 casos da doença. Já no ano de 2018, foram confirmados 504 casos autóctones em várias regiões do Estado; destes, 176 evoluíram para o óbito, caracterizando uma letalidade de 35% (dados sujeitos à alteração). Em Ubatuba, foram 11 casos confirmados da doença em 2018 e nenhum caso em 2019.

Esquema vacinal

A vacina é a melhor forma de prevenção da febre amarela. Em 2017 e 2018, foi realizada ampla campanha de vacinação com dose fracionada. Agora, a orientação é de ampliar a proteção vacinal de crianças em torno aos quatro anos já que, segundo estudos científicos recentes, há uma diminuição na resposta imunológica da criança que é vacinada muito cedo, aos 9 meses.

O CVE orienta o seguinte esquema vacinal contra a febre amarela:

– Crianças com 9 meses de vida: uma dose

– Crianças com 4 anos de idade: dose de reforço

– Crianças com 5 anos ou mais de idade, pessoas não vacinadas ou sem comprovação de vacinação: uma dose

Além da vacinação, a Vigilância em Saúde do município continua a realizar ações de monitoramento e combate a criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela (em meio urbano).

Compareça à unidade de saúde mais próxima de sua casa para avaliação da situação vacinal.