Política

Prefeitos eleitos já iniciam reuniões e processo de transição em cidades da região

Márcio Tenório (PMDB) e Felipe Augusto (PSDB), além de encontros com autoridades políticas, já tiveram a primeira reunião com os atuais prefeitos

Por Ricardo Hiar, de São Sebastião

Poucos dias após as eleições, quando a população do Litoral Norte escolheu quatro novos prefeitos para administrar a região a partir de 2017, o clima já é de trabalho e mobilização entre os eleitos. Alguns dos futuros chefes do Poder Executivo do litoral preparam o caminho da posse, que acontecerá em janeiro, promovendo reuniões com a sociedade civil organizada, encontros políticos e até mesmo com os atuais prefeitos, para iniciar o processo de transição.

Em Ilhabela, Márcio Tenório (PMDB), esteve com o atual prefeito Toninho Colucci para as tratativas da troca de governo. Tenório foi acompanhado da esposa, Júlia Tenório, e integrantes da equipe de campanha, compareceram ao primeiro encontro com atual administrador do arquipélago, visando o início dos trabalhos da transição.

Para Tenório, a proposta é verificar o atual panorama e levantar todas as informações da prefeitura, para depois iniciar sua gestão com pleno conhecimento do andamento da cidade. Ele conta que a partir do dia 15 de novembro começará efetivamente o acompanhamento das secretarias de educação e saúde.

marcio-colucci

Tendo como uma de suas principais bandeiras o turismo, Márcio Tenório também já esteve em São Paulo para uma reunião com o secretário estadual de Turismo, Laércio Benko. Ele levou para o encontro temas de importância para o fortalecimento do turismo na cidade, sem deixar de destacar problemas, como a travessia da balsa, limpeza urbana e atendimento à saúde.

São Sebastião

Em São Sebastião, o prefeito eleito Felipe Agusto (PSDB) também já realizou o encontro com o atual chefe do Executivo, Ernane Primazzi. No município existe uma lei que prevê o trâmite da transição.

Na ocasião, Felipe e Primazzi falaram dos procedimentos para formar a comissão de transição. Conforme determinado pela lei, o prefeito eleito deverá indicar ao atual sua equipe para o processo. São essas pessoas que terão acesso às informações sobre as contas públicas e os projetos em desenvolvimento na cidade.

Já a prefeitura será representada pelos secretários municipais de Governo, Fazenda e Administração. “O atual prefeito nos recebeu de maneira extremamente cordial e gentil. Acredito que teremos uma transição de governo da melhor forma possível, como manda o espírito democrático. Aliás, é bom ressaltar que a transição em São Sebastião está prevista em lei, e foi uma iniciativa do prefeito Ernane”, comentou Felipe Augusto.

felipe-ernane

Além do encontro com Ernane, poucos dias após o resultado das urnas, Felipe Augusto esteve com o secretário chefe da Casa Civil, Samuel Moreira. Segundo ele, a pauta focou a busca por apoio ao desenvolvimento de São Sebastião.

O próximo administrador de São Sebastião ainda fez contatos com a sociedade civil organizada. Conforme divulgou, o objetivo é buscar soluções para áreas pontuais que requerem ação da prefeitura a partir do ano que vem. Entre os grupos já ouvidos por Felipe estão: Colônia de Pesca Z 14, do bairro São Francisco e Associação dos engenheiros e Arquitetos de São Sebastião.

Na pauta dos engenheiros e arquitetos o destaque foi para o plano diretor de São Sebastião, que há anos não foi consolidado, mesmo após as audiências públicas e todo o processo de criação do mesmo. O prefeito eleito afirmou que vai atuar politicamente para que o Plano Diretor seja aprovado com a maior brevidade, e esteja em sintonia com as necessidades da categoria e dos munícipes.

Segurança

Outro encontro promovido pelo sebastianense aconteceu nesta quinta (13), quando se reuniu com capitão Daniel Lemes, comandante da Polícia Militar em São Sebastião, e o tenente Gonsales. A proposta foi informar à corporação que o futuro governo municipal pretende firmar uma aliança para contribuir ao máximo com a segurança pública. A ideia é dar subsídios para que a polícia tenha estrutura exemplar e possibilidade de na prática reduzir os índices de criminalidade.

Felipe Augusto adiantou que está em seus planos que a própria polícia tenha condições de assumir o monitoramente de câmeras na cidade, assim como implantar a atividade delegada. A parceria também deverá incluir questões emergenciais, como compra de novas e modernas viaturas, assim como manutenção da frota atual. Além do trabalho pontual em São Sebastião, o prefeito eleito pretende expandir essas parcerias em todo o Litoral Norte e, para tal, pretende fomentar encontros como este junto com os demais prefeitos eleitos.

reuniao-pm

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.