Cidades São Sebastião

Instituto Argonauta registra encalhe em massa de cinco golfinhos-de-Fraser em Boraceia, São Sebastião

Um registro duplamente raro aconteceu hoje (24/08) pela manhã: cinco golfinhos-de-Fraser (Lagenodelphis hosei), morreram ao encalhar no canto conhecido como Bora Bora, em Boraceia (São Sebastião/SP). A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) do Instituto Argonauta recebeu diversos acionamentos de moradores, guarda-vidas e pela associação de moradores do bairro e foi até o local. Os animais que vieram a óbito eram cinco fêmeas, variando de 1,9m e 2,5 metros.

A equipe do Instituto Argonauta no local conversou com os pescadores e, segundo seus relatos, avistaram um grupo de cerca de 15 golfinhos assobiando, entre filhotes e adultos, na zona de arrebentação, com o clarear do dia.

Os pescadores conseguiram auxiliar parte do grupo a retornar para o fundo, mas cinco acabaram encalhando.

Os animais, na avaliação inicial realizada na praia, não apresentavam marcas de rede, agressão ou colisão, e não tinham lesões aparentes. Todos passarão por necropsia e coleta de material biológico, a cargo da equipe do Instituto Argonauta, que serão fundamentais para diagnosticar a causa dos encalhes. Serão feitos exames que detectam doenças virais, como morbilivirus, que já foi registrado nesta espécie no Havaí e em um surto de mortalidade de Botos-cinza (Sotalia guianensis) na região entre 2017 e 2018.

Este é o primeiro registro para o Instituto Argonauta da espécie. Também é a primeira vez que se registra, no litoral Norte paulista, o encalhe de cinco golfinhos ao mesmo tempo. Os golfinhos-de-Fraser ocorrem nos mares tropicais e sub tropicais ao redor do mundo, em águas profundas, e são bastante raros na costa.

O golfinho-de-Fraser é geralmente mais robusto que os outros pequenos delfinídeos, possui rostro (bico) bem definido e curto. As nadadeiras peitorais e dorsal são pequenas. A espécie apresenta capa dorsal de coloração cinza-escuro a cinza-amarronzado, os flancos cinza-claro e ventre de branco a rosado. A porção inferior dos flancos pode apresentar coloração creme. O comprimento máximo encontrado foi de 2,64 metros, para ambos os sexos, e a espécie chega a pesar mais de 200kg.

Fonte: Instituto Argonautas