Caraguatatuba Cidades

Marinha alerta sobre previsão de fortes ventos no Litoral Norte

Segundo alerta emitido pela Marinha do Brasil, há previsão de fortes ventos no litoral paulista até domingo (16 de agosto). A Dersa informa que os ventos poderão impactar nos sistemas de Travessias Litorâneas, causando lentidão ou interrupção dos serviços.
A  Dersa orienta para que os usuários das travessias programem a viagem antecipadamente e acompanhem as informações pelos seguintes canais: site www.dersa.sp.gov.br; Twitter @travessiasdersa, telefone 0800 7733 711 e App Travessias, disponível gratuitamente.

O Litoral Norte deverá ter mais um fim de semana de praias cheias. Turistas do Vale do Paraíba, do interior e capital devem mais uma vez trocar a quarentena em suas cidades pelas praias da região. Segundo a previsão meteorológica, o sábado começa com sol, mas deve ventar bastante. No domingo, o tempo deverá mudar.

Ontem, foi acima do normal o movimento de veículos nas rodovias Tamoios e Oswaldo Cruz, principais vias de acesso até a região.  A rodovia Rio-Santos no trecho entre Ubatuba e a costa sul de São Sebastião também registrou grande movimento de carros. Nas praias,  o movimento de banhistas foi acima do normal.

Aqueles que optaram em descer a serra no fim de semana terá praias livres e desimpedidas, já que a região foi classificada na fase 3-Amarela, do Plano São Paulo e as prefeituras decidiram flexibilizar ainda mais o segmento turístico.

Em São Sebastião, por exemplo, foi liberado o uso de cadeiras e guarda-sóis na areia e ampliada para 100% à capacidade dos hotéis e pousadas. A prefeitura liberou o turismo náutico e o ecoturismo.

Desde quinta-feira(13), os seis Centros de Informações Turísticas (CIT) da cidade estão abertos. As unidades ficam nos bairros Centro (Rua da Praia, Rodoviária), Praia Grande (Balneário dos Trabalhadores), Maresias, Cambury e Juquehy.

Em prefeitura de Caraguatatuba, também, liberou as atividades náuticas individuais e ampliou os horários de atendimento comercial em duas horas, passando de seis para oito horas diárias de segunda a domingo.

Os comércios passam a abrir das 9h às 17h e os shoppings centers podem estipular o horário de funcionamento não avançando às 8 horas seguidas. As marinas devem descer os barcos somente com horários agendados.

O atendimento presencial em bares, restaurantes e similares está autorizado das 11h30 às 15h30 e das 18h às 22h, das 11h30 às 18h30 ou; das 16h30 às 23h30, garantindo que o serviço de mesa não ultrapasse oito horas diárias, além de observar o limite de 40% de ocupação, distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as mesas e organização das filas internas e externas, seguindo o distanciamento.

O atendimento em quiosques ocorre das 9h às 17h, respeitando a montagem de até 10 jogos de mesas, com quatro cadeiras cada, e distância de 1,5 metros, entre os grupos e colocadas à mediada que os clientes chegam ao local.

As práticas esportivas ao ar livre estão permitidas com uso de máscara, limpeza e higienização de equipamentos e distanciamento adequado, entre outros protocolos de segurança. Nas atividades náuticas individuais será necessário fazer a limpeza e higienização de equipamentos.

Em Ubatuba, o prefeito Délcio Sato também decidiu liberar o uso de praias e ilhas. Ilhabela tem registrado movimento acima do normal nas balsas que deixam São Sebastião em direção até a Ilha. As cidades do Litoral Norte vivem uma temporada atípica e em plena pandemia de coronavírus.

O hoteleiro Rodrigo Tavano de Caraguatatuba, tem afirmado, que desde o mês de junho, devido ao tempo bom, o movimento de turistas vem aumentando na região, surpreendendo até mesmos os proprietários de estabelecimentos. Essa movimentação na rede hoteleira ocorre também, em São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba.

Danilo Costa, gerente de um quiosque na praia da Cocanha, em Caraguatatuba, afirmou que o movimento de banhistas em alguns fins de semana foi semelhante ao registrado na última temporada de verão. “O pessoal não consegue ficar longe da praia”, comentou.

Nas praias, cresceu o número de ambulantes e as vagas de emprego nos quiosques. O turismo é o carro chefe da economia na região, mesmo em tempo de pandemia. Nas praias mais frequentadas, muitos banhistas ainda são vistos sem máscaras e aglomerados, o que não tem ocorrido nas praias mais afastadas.