São Sebastião

Comerciantes e moradores de Maresias discutem saneamento básico e turismo com prefeito e secretários

Fotos: Ivanio de Abreu

Chefe do executivo disse que iniciou revisão do contrato com Sabesp e não descarta licitação com setor privado

Por Rafael César, de São Sebastião

Cerca de 150 comerciantes e moradores do bairro de Maresias, Costa Sul de São Sebastião, compareceram em uma reunião no hotel Tambayba, na última sexta-feira (31). Os assuntos discutidos na reunião foram saneamento básico, melhoria das vias, obras que não foram concluídas e futuros projetos para a região.

Além de comerciantes, estiveram presentes muitos ambulantes e representantes de instituições não governamentais como ASM (Associação de Surfe de Maresias), Somar (Associação de Amigos da Praia de Maresias), IGM (Instituto Gabriel Medina) e APHM (Associação de Pousadas e Hotéis de Maresias).

O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), também esteve presente a convite dos comerciantes. Acompanhado de vereadores e secretários, ele cumpriu uma agenda na Costa Sul e chegou cerca de 40 minutos depois do horário marcado.

Segundo informações, o gestor visitou bairros para saber demandas como obras e ocupação de áreas de preservação e fiscalizou uma linha de ônibus.

Entre as discussões em Maresias, o presidente da APHM, Rodrigo Alves Costa, disse que a associação irá trabalhar para, em conjunto com a administração, desenvolver o turismo do bairro. De acordo com Costa, o governo tucano apresenta propostas consideradas importantes para toda a cidade e a tendência é que o município evolua.

“Precisamos atrair os turistas para nossa região, nós só conseguiremos alcançar esse objetivo investindo em infraestrutura para que possamos ser um ponto de referência aos estrangeiros e também para os próprios turistas brasileiros”, declarou.

Já o ambulante Lecivaldo Cruz de Souza ainda espera para se declarar contente com as propostas do governo. “A ideia da nova legislação dos ambulantes está sendo muito comentada e nada resolvido. O prefeito falou que irá analisar as nossas demandas e elaborar algo bom para todos, no momento, temos que esperar para ver”, falou.

Um dos grandes desafios do bairro – o saneamento básico foi comentado pelo prefeito. Segundo Felipe, Maresias merece atenção especial neste e em outros setores. “Já iniciamos a revisão de contrato com a Sabesp, mas não descartamos a possibilidade de fazer uma licitação com o setor privado para o sistema de saneamento de todo município. A equipe técnica já fez o mapeamento e o projeto de instalação para Maresias”, disse.

A diretora da Somar, Dirceia Arruda de Oliveira, 80, está na luta pelo saneamento do bairro desde 1998 e acredita que desta vez o sistema de esgoto será instalado.

“O único jeito de conseguir resultados é conversando com o prefeito e os secretários em reuniões como esta. A presença do público foi surpreendente e precisamos disso para unir as ideias. Acho que depois de tantos anos de luta verei Maresias evoluindo”, falou Oliveira.

Enchentes – Sobre alagamentos, o tucano fez um apelo para toda a população se conscientizar e não construir casas próximas das margens dos rios e, também, nos morros. De acordo com o prefeito, o sistema viário será melhorado e um trabalho de macrodrenagem já foi iniciado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.