Cidades Notícias São Sebastião

Surfista Sophia Medina conquista título sul-americano

Fotos: Instagram / @sophiamedina

A jovem irmã do tricampeão mundial, Sophia Medina, é a nova campeã sul-americana da temporada 2021/2022 da World Surf League Latin America. O título foi confirmado com sua classificação para as quartas de final do LayBack Pro apresentado pela Prefeitura de Florianópolis, na bateria que fechou a sexta-feira (08) de boas ondas na Praia Mole.

“Nem sei o que falar, porque a ficha não caiu ainda, mas estou muito feliz”, vibrou Sophia Medina. “Eu nem sabia que seria campeã sul-americana se passasse essa bateria, então foi emocionante. Mas, toda honra e toda a glória para Deus, porque sem Ele eu não estaria aqui. Eu sempre falo que a gente não merece nada, mas eu pude treinar para colher todo o fruto do meu trabalho, junto com o meu pai, minha mãe, com o Juca, minha família toda. Agradeço aos meus patrocinadores por acreditarem em mim e agora vamos rumo ao Challenger”.

Sophia tem apenas 16 anos de idade e repetiu até mais jovem, o feito do seu irmão, Gabriel Medina, que conquistou o primeiro dos seus dois títulos sul-americanos de surfe profissional em 2011, com 17 anos. O primeiro lugar no ranking 2021/2022 da WSL Latin America, foi confirmado com a passagem para as quartas de final do LayBack Pro apresentado pela Prefeitura de Florianópolis. Com os 500 pontos já garantidos no ranking, atingiu imbatíveis 4.000 pontos, somando com os mesmos 500 pontos do quinto lugar na Praia Mole em 2021 e os 3.000 da vitória na etapa de Saquarema.

Ela dominou toda a sua bateria, que fechou a sexta-feira de chuva e céu nublado em Florianópolis, mas com boas ondas na Praia Mole. Sophia já largou na frente com notas 4,33 e 6,17 nas primeiras que surfou. Depois, conseguiu um 6,57 para totalizar 12,74 pontos. A cearense Yanca Costa ficou com a última vaga para as quartas de final, eliminando a paranaense Gabriely Vasque e a paulista Isabela Saldanha.

“Estou muito empolgada com essa conquista, mas agora é colocar a cabeça no lugar, pôr o pezinho no chão, porque esse foi só o começo desse campeonato”, disse Sophia Medina. “É preciso focar bateria por bateria, porque tem algumas baterias ainda pra passar até a final. Com certeza, o objetivo num campeonato é sempre ganhar, então tem um longo caminho ainda e, se Deus quiser, vai dar tudo certo”.

Fonte: WSL Latin America