Caraguatatuba Cidades

Vídeo: Prefeitura de São Sebastião “fecha” acessos às praias da costa sul

O mega feriado de seis dias decretado na capital paulista e que, também, deverá ser válido para todo o estado, obrigou as prefeituras de Caraguatatuba, Ubatuba e São Sebastião a implantarem, barreiras  sanitárias nos acessos às suas cidades. Os bloqueios estão causando congestionamentos em trechos da Rio-Santos, em São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba.

Na manhã desta quarta-feira, o número de pessoas nas praias e orlas das cidades da região tem sido grande, apesar das prefeituras alegarem que o acesso às praias esteja proibido. Em São Sebastião, a prefeitura local decidiu “bloquear” com terra e areia o acesso as praias da costa sul. Veja o vídeo feito pelo morador da praia da Baleia, José Eduardo dos Santos:

Barreiras sanitárias 

A medida visa reduzir a presença de turistas nas cidades da região durante a pandemia de coronavírus e com isso evitar o colapso do sistema de saúde dos municípios. O Litoral Norte, registra nesta quarta-feira(20), 504 casos de coronavírus e oito mortes pela doença. São Sebastião é a cidade com o maior número de casos, 313; Caraguatatuba, tem 112 casos; Ubatuba, 42; e, Ilhabela, 37 casos.

A iniciativa, que conta como apoio do governo do estado, não poderá impedir a circulação dos carros nas rodovias Tamoios, Oswaldo Cruz e Rio-Santos. Nas barreiras, os agentes das prefeituras podem apenas checar a temperatura dos ocupantes dos veículos e tentar conscientizá-los sobre a importância de cumprirem a quarentena em suas cidades de origem.

São Sebastião

Sem conseguir liminar na justiça para impedir a entrada de turistas na cidade, a prefeitura de São Sebastião decidiu “bloquear” os acessos às praias da costa sul. Máquinas e caminhões estão obstruindo os acesso com terra. Essa iniciativa, que já tinha sido feita na praia de Maresias, desde o início da manhã ocorre em outras praias, como a da Baleia, por exemplo.

A prefeitura também instalou barreiras sanitárias nas divisas com Caraguatatuba e Bertioga. Na noite de ontem, terça-feira(19), moradores da costa sul de São Sebastião, decidiram por conta própria interditar com pedras, concreto e pneus incendiados três trechos da rodovia. Foram interditados os kms 172, em Barra do Sahy; 178, em Juquehy; e, 183, em Barra do Una.

As polícias rodoviária e militar precisaram intervir para o desbloqueio das rodovias. A maioria dos manifestantes eram de famílias de ambulantes que proibidos de trabalhar nas praias promoveram os protestos.

“O objetivo é fazer o pessoal ficar em casa e cumprir a determinação do decreto estadual. Colocamos 3 metros de areia nas vielas de acesso a praia de Barra do Sahy. Quarentena não é férias’, comentou Graciano dos Santos Filho, o “Chano”, morador de Barra do Sahy, na costa sul sebastianense.

Caraguatatuba

Em Caraguatatuba, o bloqueio sanitário acontece desde às 10 horas no começo da Rodovia Rio-Santos (SP-55), após o trevo de entroncamento da Rodovia dos Tamoios (SP-55), onde os ocupantes serão avaliados sobre suas condições de saúde.

Casos de suspeitas ou passageiros com febre serão encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Primavera, hoje referência para a Covid-19.

Já no Posto da Polícia Rodoviária Estadual, na altura do Km 82, uma blitz verifica a procedência dos ocupantes dos veículos, documentação, entre outras.  O acesso à cidade pela entrada do Rio do Ouro também será fechado com defensas.

Ainda de acordo com o prefeito Aguilar Junior, além das barreiras e blitz, as praias serão fechadas e haverá apoio do Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar) para retirada aqueles que insistirem em ir para o mar. A Defesa Civil de Caraguatatuba também passará com carro de som para informar sobre a proibição. O estacionamento na orla das praias permanece proibido.

Prefeitos  Aguilar Junior, de Caraguá e Delcio Sato, de Ubatuba, em reunião com os secretários dos transportes, João Octaviano Machado Neto e do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, ontem, na capital paulista.

“Caraguatatuba está de braços abertos para receber seus visitantes, mas reforçamos que este não é o melhor momento. As pessoas devem ficar em suas casas e, em breve, vamos receber todos”, reforçou o prefeito.

 

Ubatuba

Ubatuba instalou barreira sanitária nas divisas territoriais do município durante feriado prolongado na capital e cidades da Região Metropolitana de São Paulo, previsto para o período de 20 a 25 de maio. A ação conjunta entre órgãos municipais, com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual, visa o monitoramento, orientação, conscientização e higienização das pessoas presentes nos veículos em trânsito, com recomendação de retorno a seus municípios de origem.

O acesso está sendo permitido apenas para veículos de emergência e de locomoção para atendimento médico, de transporte de abastecimento de suprimentos e de prestação de serviços essenciais que comprovem atividade comercial na cidade.

A iniciativa recebeu o aval do Governo do Estado para restringir o acesso às cidades litorâneas a fim de frear a disseminação do novo coronavírus, visto que nos últimos feriados e finais de semana, a maioria dos moradores respeitou a recomendação de isolamento social, porém, as praias e a cidade têm recebido grande fluxo de turistas, que não permanecem em suas cidades de origem.

“Temos que evitar a sobrecarga do sistema de Saúde da cidade e preservar a vida dos moradores de Ubatuba”, disse o prefeito Délcio Sato (PSD), que juntamente com o prefeito de Caraguatatuba, esteve na capital paulista na tarde desta terça-feira, 19, para protocolar um documento solicitando o apoio para conter a chegada de turistas e veranistas durante o feriado prolongado.

Sato afirmou ainda que o bloqueio de acesso às praias continua,  visando conter a aglomeração das pessoas. Além disso, a fiscalização será intensificada.