Notícias Porto

Crônica sobre o Porto de São Sebastião: “Para serem escolhidas”

Cidades portuárias tem peculiaridades que merecem ser escritas. Algumas desafiam os costumes, silenciosamente.

Na década de setenta, a programação de São Sebastião à noite era intensa e proibida para menores. As boates promoviam shows de strip-tease, com as meninas que trabalhavam na prostituição.

Algumas vezes, estive em alguns desses shows. Os meninos da minha idade iam em grupos assistir à apresentação e as meninas iam escondidas, é claro!

Os meninos, que eram meus amigos, não tinham dinheiro. Então, era mais pela farra de ir até lá e voltar dando boas risadas pelas ruas.

Um fato interessante é que sempre que chegava garota nova na cidade, a dona do bordel colocava as meninas em cima de uma caminhonete e desfilava durante o dia com elas em frente da Câmara Municipal.

Só mais tarde, fiquei sabendo que essa atitude estratégica tinha um motivo: dessa forma os Vereadores poderiam escolher as meninas. Havia um acordo velado entre o poder público e os bordeis e as meninas eram “inauguradas” pelos políticos da época.

“Coisas de antigamente!”

Crônica de Maria Angélica de Moura Miranda