Cidades Notícias

Expectativa é positiva para o setor hoteleiro no Litoral Norte

De acordo com dados da Pesquisa de Desempenho da Hotelaria do Estado de São Paulo, realizada pela Abih-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo) a taxa de ocupação dos hotéis no mês de agosto foi de 41,08%, maior taxa de ocupação desde julho de 2020. Ainda de acordo com os dados da pesquisa, ao comparar o valor com a taxa de ocupação com agosto de 2019, antes da pandemia, a tendência de variação ainda é negativa, com -40,48%.

Nos dados o Litoral Norte apresentou taxa de ocupação de 57,13% em janeiro e de 46,53% em fevereiro, meses de férias de verão em que o movimento é mais intenso na região. Nos últimos meses a taxa de ocupação se aproxima dos 30% na região, com 29,87% em junho, 27,42% em julho e 25,70% em agosto. Mesmo com números abaixo dos níveis pré-pandemia, o setor já começa a ter boas perspectivas para a recuperação da hotelaria. 

Rodrigo Tavano, vice-presidente da Abih-SP, diz que a expectativa é boa: “A expectativa é a melhor possível! Estamos tendo um mês de setembro muito bom aqui no litoral norte, desde o fim da quarentena decretada pelo Governo do Estado em agosto o movimento tem sido intenso, a procura para os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro tem sido muito grande. Já existem hotéis e pousadas com a capacidade cheia para o Natal e Réveillon e com buscas para janeiro. Acreditamos em uma recuperação muito boa na hotelaria de todo o litoral norte”, afirma Tavano.

Ações como o avanço da vacinação da população e as quedas nas taxas de contaminação e óbitos são medidas que ajudam na recuperação dos negócios e possível volta das contratações para o setor. A pesquisa indica uma pequena recuperação nos postos de trabalho, mas ainda com índice de demissões de aproximadamente -45,00% se comparando com o início da série histórica, em julho de 2020.

Tavano está otimista e acredita que a recuperação total chegará o mais breve possível, “A expectativa sempre foi de que com o avanço da vacinação e fim das restrições teríamos um movimento muito maior. As pessoas teriam muito mais confiança para viajar e com alta do dólar e fechamento de fronteiras, muita gente vai optar pelo turismo dentro do estado e do país. Estamos acompanhando os valores no Nordeste e os preços aumentaram, isso nos deixa com uma expectativa muito boa para o litoral norte com uma recuperação de 50% das perdas. Com muito trabalho e consciência vamos recuperar os prejuízos”, afirma otimista o vice-presidente da Abih-SP.