Cidades Notícias Ubatuba

Preocupados com segurança dos alunos, pais pedem monitor em ônibus escolar de Ubatuba

O transporte dos alunos de Ubatuba que moram no bairro do Corcovado e estudam na escola municipal Ernesmar de Oliveira, localizada na Praia Dura, é feito por meio de ônibus escolar da Secretaria Municipal de Educação. Segundo o vice-presidente da Associação dos Moradores e Amigos do Corcovado (AMAC), Washington Libório, pais e mães de alunos do ensino fundamental querem que a prefeitura disponibilize um monitor para acompanhar as crianças no ônibus.

Libório justifica que o motorista percorre 4,8 km pela estrada do bairro sozinho com crianças de cinco a onze anos. “Ele tem que dirigir e tomar conta das crianças. E a partir de 3 de novembro as aulas vão voltar 100%, o ônibus vai estar cheio, sem monitor, estrada estreita e sem acostamento. Tem partes desabando que só tem meia faixa”, afirma o morador, que está organizando um abaixo-assinado para entregar à direção da escola.

Fernanda Souza, moradora do Corcovado e mãe de uma aluna que utiliza o ônibus, conta que nunca teve problemas com o transporte escolar, mas que também apoia que haja um monitor com as crianças. “Ela sempre foi e voltou sossegada, mas eu apoio o monitor no ônibus, porque é perigoso. Como o motorista vai prestar atenção na pista e nas crianças?”, questiona.

Cassiano Roberto, morador do Corcovado, pai de três filhas, sendo uma aluna que atualmente utiliza o ônibus, concorda que o monitor daria maior segurança. “A rua está um caos, tem lugar que está desmoronando, tem lugar que praticamente o ônibus tem que passar por uma mão só. Estamos abandonados. E ainda o coitado do motorista tem que fazer a função de dirigir e olhar as crianças ao mesmo tempo”, reclama o morador.

Prefeitura de Ubatuba

Segundo a Secretaria de Educação, já é de ciência a demanda dos pais por um monitor no ônibus, porém, está sendo estudada uma forma de atendimento que dependerá da abertura de um concurso público para prever o cargo de monitor dentro do transporte escolar.

A prefeitura afirma ainda que “existe, para o próximo ano, a possibilidade de terceirizar o transporte escolar nos extremos do município porque assim o pacote contemplaria a contratação do monitor”.

Sobre a situação da estrada do Corcovado, de acordo com a secretaria de Infraestrutura, “o local já é asfaltado e, por enquanto, ainda não há previsão de manutenção em cronograma”.