Notícias Porto

Sindaport comunica greve de trabalhadores da Companhia Docas de São Sebastião

Foto: Felipe Zangado

O Sindicato dos Trabalhadores Administrativos em Capatazia, nos Terminais Privativos e Retroportuários e na Administração em Geral dos Serviços Portuários do Estado de São Paulo (SINDAPORT) publicou um aviso de greve com paralisação dos serviços no Porto de São Sebastião pelo período de 48 horas, a partir das 7 horas da próxima quarta-feira (26). O motivo, segundo o aviso, é a recusa da empresa à negociação coletiva referente à data-base de 1º de maio de 2021.

De acordo com o informativo de greve, essa paralisação por dois dias foi aprovada em assembleia na semana passada, em favor da manutenção do acordo coletivo e pela reposição salarial pelo índice de inflação. “A Companhia Docas não repõe a inflação do salário dos doqueiros desde 2017, a inflação acumulada nesse período, segundo o IPCA-IBGE, foi de 17,89%”, afirma o SINDAPORT.

O sindicato também afirma que a receita do Porto de São Sebastião aumentou 55% em 2020 em relação a 2017 e mesmo com esse resultado positivo a empresa e o Governo do Estado se negam a negociar. Além disso, o SINDAPORT reclama da diminuição do número de empregados e consequente aumento do trabalho para quem permanece. “A postergação no pagamento dos reajustes inflacionários contribuiu para a diminuição de funcionários ativos, pois, sentindo-se desvalorizados, muitos empregados pedem demissão”, argumenta.