serviços públicos Ubatuba

“Frente Popular” reivindica melhorias no transporte público em Ubatuba

Os usuários do transporte coletivo em Ubatuba reclamaram dos serviços prestados pela empresa Verdebus, na tribuna da Câmara Municipal, durante a sessão de terça(01).

Os usuários criaram um movimento chamado “Frente Popular” para questionar o valor da tarifa, de R$ 4,30, considerado por eles muito elevado para a região e dos serviços prestados pela empresa.

A representante da “Frente Popular”, Maria Bezerra da Silva, ocupou a tribuna da Câmara, na sessão de ontem, onde cobrou mais ônibus, mais linhas e horários, pontos de ônibus, cobertura nos pontos já existentes, segurança e limpeza no terminal da cidade.

Representante da Frente Popular lê reivindicações dos usuários do transporte coletivo na Tribuna da Câmara

O movimento solicitou ainda instalação de ar condicionado nos veículos especialmente no verão e hi-fi, o fim da dupla função do motorista que dirige e passa troco ao mesmo tempo, ônibus de 30 em 30 minutos para Sesmaria passando pelo Estufa II já que hoje moradores desse bairro Estufa II tem que pegar ônibus na rodovia.

“A passagem em Ubatuba custa o mesmo valor da tarifa cobrada em São Paulo. Não tem cabimento. Fizemos uma manifestação na cidade quando do reajuste da tarifa, mas não adiantou nada. Ubatuba é uma cidade onde faltam empregos e essa tarifa penaliza os moradores”, comentou Maria Bezerra.

Nenhum dos vereadores se manifestou sobre as reivindicações feitas pela representante da Frente Popular. A tarifa de Ubatuba, a mais cara do Litoral Norte, foi reajustada pela prefeitura no dia 9 de setembro, passando de R$ 3,80 para R$ 4,30. Na ocasião, o prefeito Sato justificou que o reajuste levava em consideração a elevação dos custos dos insumos do transporte coletivo.

Sato alegou ainda que desde o início da atual gestão não teria havido reajuste no valor da passagem no município. ‘Uma das contrapartidas exigidas, segundo ele, foi à troca de parte da frota de ônibus da empresa. Segundo Sato, em 2019, a Verdebus comprou 06 novos veículos e, no próximo ano, comprometeu-se a comprar outras 06 unidades.

A empresa Verdebus não quis se manifestar sobre as reivindicações feitas pelos usuários. A Prefeitura, também, não se manifestou sobre o assunto até o fechamento da matéria.