São Sebastião Verão

Rapel: uma aventura para mexer com todos os sentidos

Foto: Ricardo Hiar

Diversas opções de ecoturismo estão disponíveis no litoral norte; as atividades monitoradas podem ser realizadas por pessoas de diversas idades e gostos

Por Ricardo Hiar, de São Sebastião

A vista é incrível, digna de um cartão postal: tem o azul do mar, o verde intenso da mata atlântica, o céu na imensidão. Dá pra ouvir o som da água corrente, misturado ao canto dos pássaros e de outros animais nativos desse habitat. O cheiro é de terra molhada, que dá uma sensação de muita vida. E a cada minuto da aventura, dá pra sentir as rochas, a água, o vento. Essas são algumas das impressões que se pode ter durante a prática do rapel na cachoeira de Calhetas, na Costa Sul de São Sebastião. A sensação é impressionante, que fica difícil de descrever.

A reportagem do Tamoios News esteve na cachoeira de Calhetas no último fim de semana, a convite da MaresiasTur. O rapel é uma atividade relativamente simples, mas que requer técnica para se manter a segurança. A prática possibilidade uma experiência única, que mexe com quase todos os sentidos humanos, como visão, audição, tato e olfato.

Em Calhetas, o ponto escolhido é a cachoeira, pouco frequentada devido às dificuldades de acesso para veículos. Por esse mesmo motivo, trata-se de um local muito preservado. O acesso para o rapel se dá pela SP-55, que tem mata fechada, porém sem oferecer grandes obstáculos para pedestres. O nível de dificuldade é médio e a cachoeira tem 95 metros de altura. Intitulada de “Secret Falls”, a atividade tem duração aproximada de 4 horas. O retorno é feito por meio de uma trilha, de acesso fácil e grau moderado de dificuldade. Ela dá acesso de volta à rodovia, cerca de 100 metros abaixo do trecho de entrada.

Foto: Ricardo Hiar

Ecoturismo em alta

Conforme Thiago Bertassoni, que promove diversas opções de ecoturismo com o sócio Fabrício Barbosa, pelo MaresiasTur, há muitas possibilidades nesse segmento na região, para os mais variados gostos e também com diferentes graus de dificuldade. “É difícil descrever o que se sente quando faz rapel. Só fazendo pra descrever ao certo, mas é muito bom. Aqui nesse ponto (Calhetas) com essa vista, com esse lugar perfeito, a gente só quer fazer mais vezes”, comentou.

Ele, que há três anos trocou Curitiba por Maresias, diz que foi atraído pela qualidade de vida e a infinidade de possibilidades do litoral norte, um dos melhores do país. Há cerca de um ano, fundiu uma outra empresa que possuía, para levar adiante a proposta do MaresiasTur com Barbosa. “Eu sempre gostei das praias de Floripa, mas aí descobri Maresias, que tinha as mesmas belezas e ainda com a água do mar quente. Não quis mais ir embora”, comentou ele que também é atleta de slakline e promove a modalidade esportiva.

Barbosa conta que já realizava algumas ações de ecoturismo em São Sebastião antes dessa parceria, mas que após foi possível ampliar o leque. Ele diz que ideia do MaresiasTur é oferecer atividades diferenciadas, que possam promover o entretenimento, mas também a conscientização ambiental. Por isso, os grupos são limitados e todas as orientações são repassadas, de modo que o local seja deixado exatamente como foi encontrado. Segundo contou, se for possível deixar a área ainda melhor, isso será feito. “Quando vamos a algum ponto que encontramos lixo jogado, a gente recolhe. Temos muito para praticar e conhecer aqui no litoral, mas é essencial preservar isso para continuar existindo”, explicou.

Um universo de possibilidades

Além do rapel em cachoeiras (cachoeirismo), também há outras possibilidades de se aproveitar as belezas naturais do litoral, como trilhas entre serras, cachoeiras, praias e ilhas desertas com visuais paradisíacos. Por isso os locais são sempre estruturados pela equipe, antes de serem oferecidos aos moradores e turistas.

Cuidados sempre

Mas é preciso atentar a alguns cuidados básicos, como fazer sempre as atividades de ecoturismo acompanhados de profissionais da área. Isso porque há risco para a prática amadora. “É preciso tomar sempre cuidado, ter alguém que já conhece o roteiro e que adota os critérios de segurança”, explicou Barbosa.

Outra dica é que também há possibilidade de locar uma van para levar o grupo que pretende se aventurar entre as opções do litoral, ou ainda programar uma carona com outros integrantes, que contribui com o meio ambiente e também promove a intereção dos participantes.

Cada roteiro prevê um número máximo de pessoas. Para o rapel em Calhetas, por exemplo, o ideal são grupos de até dez pessoas. Também é importante adotar algumas medidas, como levar protetor solar, ir com roupas leves e de secagem rápida, portar toalhas, calçados próprios para escalada ou de sola reta.

Custo

Os valores para essas atrações variam de R$ 70 a R$ 120 por pessoa, dependendo o grau de dificuldade. No caso de Calhetas, o custo é de R$ 120.

Foto: Ricardo Hiar

Calendário do verão

Durante o verão, o MaresiasTur vai promover uma série de atividades com as mais variadas práticas. A saídas acontecem com grupos a partir de quatro pessoas. Veja o calendário confirmado, se programe e bom passeio!

12/01 – Trilha da praia Brava

14/01 – Rapel no Mirante da Ilha Aparas

15/01 – Rapel Cachoeira de Calhetas

19/01 – Biketour Maresias

21/01 – Rapel Mirante de Paúba

22/01 – Rapel Cachoeira de Calhetas

26/01 – Rapel no Mirante da Ilha Aparas

28/01 – Rapel Cachoeira de Calhetas

Contatos

Para quem quiser se aventurar pelo Litoral Norte, é possível acessar informações pelo www.maresiastur.com.br. O telefone de contato é (12) 99746-0868.

Foto: Ricardo Hiar

1 Comentário

  • Necessito de assistência técnica para implementar Rapel profissional no bairro do Sumaré. Cidade de Caraguatatuba. Podem me indicar? Obrigada.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: